Cuidando dos pés no inverno

Inverno é época de desfilar com botas, coturnos e sapatos fechados. Acontece que, por essa razão, muitas mulheres relaxam e começam a descuidar da saúde dos pés. Mesmo com os dedos escondidos, é preciso não só cuidar das unhas como também da pele do pé, uma das regiões que mais sofre nessa época do ano.

Em virtude dessas possíveis consequências, não se esqueça de esfregar os pés na hora do banho (em especial os cantos das unhas) com uma escovinha macia e secá-los bem antes de colocar a meia.

E mesmo no inverno, procure o podólogo ao menos uma vez a cada dois meses. Se usar esmalte, dê um descanso para as unhas “respirarem” pelo menos dois dias na semana, já que o uso contínuo de esmaltes pode deixá-las mais fracas e quebradiças.

Além disso, a pele do pé sofre naturalmente, com o espessamento por exemplo. O espessamento da pele é uma reação do corpo a alguns estímulos externos, seja ao atrito constante (com o calçado ou com o chão) ou ao excesso de carga (pressão exercida pelo aumento de peso do corpo sobre os pés).

Portanto, a pele engrossar seria um mecanismo de defesa do organismo. No entanto, também pode haver desenvolvimento de ressecamento, calosidades e áreas ásperas, ou mesmo rachaduras se for mais crônico.

A própria anatomia das plantas dos pés ou das palmas das mãos já predispõe esse processo: a camada superficial da pele é mais grossa, com maior quantidade de camadas córneas (células mortas). Além disso, nesses locais, temos menos glândulas sebáceas, o que predispõe a um maior ressecamento da pele em comparação a outras regiões do corpo.

São recomendadas algumas atitudes práticas e essenciais para o cuidado com os pés:

Não use sapato apertado e nem com salto muito alto. Isso pode estimular a produção e calos nas regiões de maior pressão.

Evite usar calçados totalmente rentes ao chão. Precisa ter um apoio plano (um pouco mais elevado do que o resto da sola) na região do calcanhar.

Os podólogos alertam também para outras agravações características do inverno: Pois logo após o banho quente, muitas pessoas correm para colocar as meias e proteger os pés do frio antes de secar bem a região. Os resultados são mais fungos e bactérias. Além disso, o uso de calçados muito fechados faz os pés transpirarem e o ambiente úmido é ideal para aparecimento de frieiras e micoses.

Sempre use cremes hidratantes nos pés e substitua a lixa por cremes esfoliantes.

Se tiver rachaduras, pontos de sangramento, coloração diferente da pele dos pés ou das unhas ou manchas nos pés, procure o dermatologista.

Evite o uso exagerado e frequente da lixa, pois haverá um estímulo constante para deixar a pele da planta do pé ainda mais grossa. Além de piorar as rachaduras.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *