Camisa Polo – da tradição a modernidade

Pode ser o mercado popular do centro ou o shopping mais fino da cidade, um clube esportivo ou um restaurante classe A, em qualquer lugar a camisa polo vai bem. Simples, discreta e elegante, é uma das peças de roupa mais versátil do vestuário masculino, que surgiu como um visual esportivo e foi se transformando no coringa do guarda-roupa.

A camisa surgiu em 1926, quando o tenista René Lacoste resolveu abolir a vestimenta tradicional usada pelos jogadores, uma camisa de mangas compridas com colarinho duro e gravata. Ao jogar o US Open, Lacoste apareceu com um pulôver de mangas curtas de algodão branco e colarinho que em pouco tempo começou a fazer sucesso entre os demais tenistas.

O nome do modelo veio pela inspiração nos suéteres que os jogadores de polo usavam durante as partidas desde o século 19. Em 1933, junto com o fabricante de malhas francês André Gilier, Lacoste começou a comercializar as novas camisas já com a famosa estampa de crocodilo, em referência ao seu apelido de ‘Le Crocodile’ nas quadras.

A marca Lacoste chegou aos Estados Unidos quase duas décadas depois, dando origem ao boom de camisas polo e ao nascimento de outras marcas famosas como Munsingwear e a Ralph Lauren.

Com o passar do tempo, essas camisas começaram a ter papel semelhante ao da calça jeans no figurino das pessoas, podendo ser casual ou sofisticada conforme a ocasião.

Resultado de imagem para look masculino camisa polo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *